221 118 413 (08.00h às 23.00h) geral@ptmedical.pt

10 Dicas para Educar o Seu Filho

Como “ninguém nasce ensinado”, é muito importante ter noções básicas do que se deve ou não fazer ao educar crianças. Não existem propriamente fórmulas mágicas ou manuais de instruções rígidos, mas há algumas regras que os pais devem tendencialmente seguir.

1.  Seja construtivo

Procure utilizar sempre mensagens positivas e construtivas com as crianças. Dar atenção, encorajar e elogiar o bom comportamento ou o seu esforço por melhorar são fundamentais.

2. Dê alguma liberdade

Permita que a criança se sinta independente, dentro dos limites estabelecidos. Por vezes, deixá-la cometer pequenos erros pode ser a melhor forma de ensinar e promover a responsabilidade.

3. Seja claro

Pai e mãe (ou outros cuidadores) devem sempre decidir e atuar em conformidade, não se contradizendo nem discutindo em frente à criança. Numa situação inesperada devem tentar conversar sem a presença da criança e depois anunciar as decisões em conjunto e consonância.

4. Cuidado com as palavras

Não rotule as crianças com adjetivo ofensivo (ex.: chato, mal comportado, peste, entre outros). Mesmo sendo sem intenção, poderá fazer com que a criança se transforme realmente nisso…

5. É importante dizer NÃO!

Não tenha medo de dizer não! Imponha limites sensatos e faça com que sejam cumpridos. É importante para a criança ter noção que existem regras e que pode contar com a presença de um adulto para a ensinar e amparar.

6. Não ceda a sua autoridade

  Não diga que vai chamar alguém (ex.: o Pai) para ser obedecido, perde a sua autoridade com este comportamento. Se nalgum momento anunciar um castigo à criança (ex.: se não arrumares o quarto não podes ver TV), deverá sempre pô-lo em prática se não for obedecido, para ser respeitado futuramente.

7. Você sabe o que é melhor para ele(a)

Nunca pergunte à criança se ela quer fazer uma atividade que é obrigatória. Informe previamente do plano (ex.: dentro de 10 minutos vou apagar a TV, vais lavar os dentes e vais para a cama), antecipando assim as situações potencialmente problemáticas.

8. O poder da verdade

Não engane nem minta. Não deve dizer que uma injeção não vai doer, na próxima vez a criança saberá que não é verdade. Explique que é para o bem dela, que será rápido e elogie no final a sua valentia.

9. Dê o exemplo no dia-a-dia

Os comportamentos dos adultos são uma mensagem muito importante e as crianças tendem a copiar as suas ações. São muito mais importantes que as palavras!

10. Seja Adulto

Não goze, não ria dos erros nem do mau comportamento da criança. Acaba por enviar uma mensagem dúbia, comprometendo um desenvolvimento saudável.

Não esqueça que cada criança é um ser humano diferente, mesmo os irmãos podem exigir formas diferentes de educar. O mais importante é manter sempre o bom senso!

Se precisar de aconselhamento médico personalizado, conte com a PT Medical.

 

– Dra. Natacha Fontes  Especialista de Pediatria –   

Pin It on Pinterest

Gostou do Artigo?

Partilhe com os Seus Amigos!