Não existe uma única estrada para a Felicidade

Introdução

A felicidade mede-se de várias maneiras e varia de pessoa para pessoa.

No entanto, nos dias de hoje, a sociedade vende-nos a felicidade na relação directamente proporcional do nosso sucesso. Ou seja, “só serás feliz se fores bem sucedido…”

E o sucesso foi circunscrito a duas coisas: dinheiro ou estatuto/fama.

Logo, “só serás feliz se fores famoso ou muito rico” e “quanto mais rico e famoso, mais feliz serás”.

Confrontados com esta realidade, quanto mais velhos somos, menores são as hipóteses da fama ou o dinheiro nos baterem à porta.  E assim, pensamos nós, a hipótese de sermos felizes vai-se desvanecendo…

Mas lá no fundo, todos sabemos que não é disso que precisamos para ser felizes…

O dinheiro traz alguma felicidade…mas não é fundamental

Descubra se dinheiro o fará mais feliz.

Um estudo realizado nos EUA confirma que o dinheiro traz felicidade, mas só até certo ponto. A partir dos 75,000 dólares anuais (aproximadamente 6250 dólares mensais), você não será mais feliz se ganhar mais dinheiro. Isto comprova que não existe uma relação directamente proporcional entre dinheiro e felicidade, a partir deste ponto.

É óbvio que se não tiver dinheiro, tem a vida mais dificultada, pelo simples facto das suas preocupações estarem focadas em “como chegar até ao fim do mês” em vez de “o que posso fazer para ser mais bem sucedido na minha vida…para ser mais feliz”.

Mais importante não é o quanto ganha, mas a diferença do seu salário comparativamente aos que o rodeiam. Se você ganhar o mesmo que as pessoas que o rodeiam, você não sentirá a necessidade de ter mais dinheiro, uma casa maior, um barco, um melhor carro. Essa pressão social desaparece porque você se sente integrado num grupo, sente que tem um relação de igual para igual com as outras pessoas.

Mas se eu tivesse uma casa maior era mais feliz!

Errado. Os bens materiais como carros e casas trazem felicidade, mas apenas de forma momentânea. É esta emoção que a sociedade do consumismo explora. Compro, estou feliz, chego a casa, fico infeliz e vou às compras novamente. Este ciclo é potenciado pelo bombardeamento constante de publicidade com a mensagem subliminar “quem tem este relógio, perfume, carro é mais feliz que você!”

Quanto mais dinheiro tiver, maior o seu desejo por bens materiais…este desejo sim, aumenta numa relação directamente proporcional com o dinheiro que ganha. Isto significa que apesar de conseguir obter mais bens e de melhor qualidade, não atingirá a felicidade e estará sempre à espreita da próxima compra. Existe alguma evidência que muito dinheiro poderá até trazer infelicidade.

Um estudo engraçado sobre pessoas que ganharam a lotaria prova isso mesmo…verificaram que as pessoas, após ganharem a lotaria, tinham um pico de felicidade muito grande…realmente, durante um tempo, eram muito felizes. No entanto, foram entrevistar as mesmas pessoas um ano depois e verificaram que os seus níveis de felicidade eram IGUAIS OU MESMO INFERIORES aos níveis de felicidade que tinham antes de ganharem a lotaria.

Ser feliz com pouco…é melhor do que infeliz com muito!

Aprenda a combater a tristeza e infelicidade

A felicidade não se resume ao dinheiro, à posse, apesar de ser algo que nos “vendem” a toda a hora.

Deixo aqui alguns conselhos que comprovadamente o fará mais feliz. Experimente.

1 Pare e pense…o que é que o faria verdadeiramente feliz? Muitos de nós nunca fizeram este exercício. E a resposta pode ser surpreendente para si mesmo! Lembre-se, todos nós somos diferentes, com gostos e perspetivas diferentes. Não tenha vergonha de revelar a sua individualidade e não se preocupe com o que os outros pensam sobre os seus desejos e ambições.

2 Faça um plano que você ache credível para atingir essa felicidade. O mais engraçado é que terá muito prazer a tentar atingir esse objectivo. Sentir-se-á melhor consigo mesmo por estar atrás de algo que realmente deseja. Mesmo que não consiga atingir o objectivo, a viagem valerá a pena…

3 Rodeie-se de pessoas bem dispostas. A felicidade é mesmo contagiosa. Estar com alguém que está sempre em baixo, irá fazer com que você não se sinta bem!

4 Quando alguma coisa não corre como quer, tente encontrar uma solução em vez de entrar numa espiral de autocomiseração (ter pena de si próprio). Pessoas que são mesmo felizes sabem que existem obstáculos na vida a serem ultrapassados e não se deixam deprimir quando eles aparecem. Às vezes, conseguem mesmo tornar um obstáculo em algo a seu favor.

5 Perca alguns minutos por dia a pensar em coisas que o fazem feliz. Estes minutos vão dar-lhe a oportunidade de se focar no que realmente é importante na sua vida e elevarão o seu humor. É contagioso!

6 Faça algo que gosta, todos os dias. Seja tomar um banho relaxante, dar uma caminhada ou perder mais algum tempo com a sua aparência, inconscientemente irá ficar com mais auto-estima, irá ficar mais feliz.

7 Trabalhe na sua saúde. Não é só o excesso de peso que prejudica a sua saúde,mas também a alimentação pouco saudável, os horários de sono irregulares e o sedentarismo. A prática de exercício melhora o humor (saiba mais), portanto é essencial incluí-lo no seu dia-a-dia.

8 Finalmente, mentalize-se…você merece ser feliz. Aqueles que acreditam o contrário vão auto-sabotar qualquer tentativa de atingir esse objectivo. Todos nós merecemos ser felizes! Faça o exercício mental diário:

Você merece ser feliz

  – Dr. João Júlio Cerqueira Especialista de Medicina Geral e Familiar – 

PARTILHAR

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email